Boas-vindas


O Desafio de uma filosofia renovada! 

Se todos os alunos da escola Garcia de Orta têm ou tiveram a disciplina de filosofia, nem todos têm, ou tiveram, uma experiência gratificante. Uma experiência marcante, duradoura e positiva.
As causas desta relação pouco apaixonante com as temáticas, os autores e as problemáticas da disciplina, têm vários “culpados”. Entre os principais “culpados”, estão algumas expectativas face a um saber, que se reclama diferente dos saberes tradicionais – científicos ou tecnológicos – expectativas muitas vezes traduzidas na pergunta - “Para que serve a filosofia?”
 Outro grande “culpado” dessa relação temperamental e turbulenta com o filosofar, é o próprio programa, nem sempre aliciante, nem sempre com continuidade lógica, nem sempre adaptado ao nosso tempo de mudança...
Um terceiro culpado será o manual, pesado livro de sabedoria profunda e linguagem hermética, entremeado de esquemas e cenários de resposta, sugestões cinematográficas e bibliografia.
 Também o espaço da filosofia – a sala de aula – não é o espaço ideal para se refletir o mundo e a realidade. Não é por acaso que Sócrates, os Sofistas ou Aristóteles, filosofavam nos lugares públicos, deambulando pelas praças e os jardins. Conseguem imaginar uma aula de filosofia a caminhar à volta dos quarteirões, por entre as árvores e a relva?
Por último, os “suspeitos do costume” - os professores – por poderem ter uma visão muito conservadora, muito pedagógica, muito centrada nos objetivos. Divididos entre duas tentações que António Sérgio identificava com a metáfora do oleiro e do jardineiro, o primeiro queria moldar pessoas como o barro, o segundo queria regar a planta para que ela crescesse por si.
Que fazer então para refrescar esta filosofia?
Este ano a proposta é continuar a inovar a disciplina, sem perder de vista o objetivo final, “Saber pensar para saber viver”. Neste sentido, vamos inaugurar um novo espaço de reflexão, uma Ágora virtual dos tempos modernos, para podermos publicar os “textos que fizeram filosofia” e assim trabalhar competências argumentativas. O objetivo é criar um espaço aberto de debate de ideias e análise de problemas da filosofia para que ao saírem do secundário, os alunos da escola Garcia de Orta tenham da disciplina uma imagem mais motivadora e inovadora. Para quando estiverem a discutir política ou os valores, tenham um discurso argumentativo mais sólido e coerente. Para que nas suas atividades profissionais – científicas ou técnicas – nunca percam a capacidade de se interrogar e de mobilizar conhecimentos. Os artigos, escritos pelos aprendizes de filosofia poderão ser comentados e ampliados na sua interpretação constituindo uma excelente oportunidade de promoção da expressão escrita, ancorada a uma reflexão pessoal, crítica e construtiva….

Mãos à obra! Bom trabalho! Prof. Raquel Pereira

Comentários

Enviar um comentário

O seu comentário será analisado e, posteriormente, publicado.
Obrigada